Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mazai

"A felicidade encontra-se ao longo do caminho, não no fim da estrada." - Sol Gordon

Mazai

"A felicidade encontra-se ao longo do caminho, não no fim da estrada." - Sol Gordon

15.Jan.21

Orçamento familiar - Uma primeira abordagem

Escrituracao-contabil.png

Manter o orçamento familiar controlado é um desafio para todos nós. Um dos motivos está em não saber quanto se deve gastar em cada categoria do orçamento. O essencial a meu ver é fazer o registo de todos os rendimentos e de todas as despesas mensais, para se conseguir ter uma ideia do valor que se gasta em cada categoria e depois disso adaptar ao nosso orçamento.

Eu, pessoalmente, para controlar os meus gastos, utilizo a plataforma Mobills e tem ajudado bastante. Mas também cheguei a ter a Boonzi, mas preferi a primeira.

Como faço eu o meu orçamento?

No inicio de cada mês, logo que recebo o salário, utilizo a regra dos 50-30-20. 

Divido as minhas despesas em três grandes categorias e separo para cada uma delas uma parte do salário: 50% para gastos essenciais, 30% para poupanças e 20% para despesas relacionadas com o estilo de vida. Cada um pode adequar as percentagens que melhor lhe convier, consoante os seus objetivos.

Entenda-se como gastos essenciais as despesas como renda da habitação, transporte, alimentação, saúde, educação. Os gastos relacionados com o estilo de vida são aqueles ligados a hobbies, lazer, diversão, restauração e vestuário. 

Assim, consigo perceber o que tenho para gastar e onde posso gastar. Além disso, fico segura pois a poupança é feita logo no inicio do mês. Esta só é utilizada em situações de emergência e se não tiver dinheiro na conta à ordem.

E vocês como fazem o vosso orçamento?

 

10 comentários

Comentar post